Bem vindo! Este blog tem o objetivo de compartilhar as poesias, sonetos e poemas, escritos por mim com todo carinho para você!

"Enquanto tu sonhas acordado,
Estarei apagando meu passado,
Do sentimento tão retratado,
Em cada poema aqui destilado!"

BY Sol Figueiredo - 05/09/2011

sábado, 25 de agosto de 2012

Soneto 97: Teu Desamor!



Teu Desamor!


Saber que a mim nunca amaste,
Fez em mim um ser tão triste...
Ter teu amor, em mim insiste,
Eu vivo assim, como traste!

Meu amor por ti até existe,
Do jeito tal qu' me trataste,
O meu coração magoaste,
Por te amar enfim, persiste!

Teu olhar tão distante assiste
Meu tal sofrer... Todo instante,
Por ti, sim, de agora em diante!

Meu amor, tu não destruíste,
Desamor teu é aviltante,
Te amo, embora distante!

© SOL Figueiredo
26/02/2012 – às 07:55h – Reeditado em 25/08

Publicado no Recanto das Letras em 26/02/2012 – às 08:00h

Código do Texto: T3520665– Soneto 97
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.


2 comentários:

Helio Jenné disse...

Lindo lindo lindo, Sol! Aproveito para votar no seu blog. Parabéns!

Solange Figueiredo disse...

Obrigada, querido amigo... Fico feliz que tenhas gostado!! Obrigada pela votação... Bjus SOL

Postar um comentário