Bem vindo! Este blog tem o objetivo de compartilhar as poesias, sonetos e poemas, escritos por mim com todo carinho para você!

"Enquanto tu sonhas acordado,
Estarei apagando meu passado,
Do sentimento tão retratado,
Em cada poema aqui destilado!"

BY Sol Figueiredo - 05/09/2011

sábado, 10 de dezembro de 2011

Soneto 25: Antítese!



Antítese!


Quando nós vivíamos distantes,
Nosso sentimento era intenso,
O amor crescia a todos instantes,
Lembro disso cada vez que penso!

Agora contigo ao meu lado,
Nosso sentimento está esfriado,
O amor parece estar congelado,
Sinto-o cada vez mais distanciado!

Distância não é estar longe do outro,
É estar perto sem sentir-se junto,
Não ter alguém pleno, aqui dentro!

Nossa relação está sim em crise,
Piora a situação sobre esse assunto,
Estamos vivendo uma antítese!


© SOL Figueiredo
12/09/2011 – 15:15h

Publicado no Recanto das Letras em 12/09/2011 – 15:15h
Código do Texto: T3215408
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.

6 comentários:

Evanir disse...

Querida Amiga.
Aceitei seu convite e já estou aqui.
Obrigada pelo seu carinho.
No meu blog tem um mimo de Natal e link te ofereço com muito carinho.
Adoro poema creia acabou de ganhar uma fã e uma amiga.
Beijos no coração ..Evanir.
um feliz Domingo.
Seguindo seu blog.

SÉRGIO CARVALHO disse...

Aqui também cara poetisa Sol, um belo blog, onde reina poesia e cultura. Um bração.

Solange Figueiredo disse...

Obrigada, queridos amigos Sérgio e Evanir!! Bjus SOL

zeze macario maria disse...

ADOREI...SOL!
MEU BEIJO!

Soaroir de Campos disse...

Bonito e profundo. Lembra a época de podas p aguardar a brotaç~~ao. Abraço e sucesso sempre

Rosi Alves... disse...

Oi amando tudo e seguindo-te quando puder visita-me.beijoss semana de amor e paz!

Postar um comentário